Um pequeno passo que permite ao pensamento num abrir e fechar de olhos atravessar o oceano e estar aqui e lá.
Terça-feira, 14 de Outubro de 2008
Em Portugal

Em terras lusas ... não se fala de outra coisa! Chegará também a Cabo Verde?

Os nomes têm modas, tempos, tendências e classes sociais ... Dinis, Tomás, José Maria e Bernardo, enfim uma lista engraçada mas pouco criativa. 

Não fosse Magalhães apelido e seria concerteza a nova "colecção" para a próxima temporada, penso que Fernão não será tão acarinhado.

Na "escola no meio do nada" assim como nas escolas no meio de alguma coisa e noutras no meio de tudo é o nome mais falado, questionado, esperado e ansiado. Não menosprezando a  "boa" intenção , entre outras, de promover o avanço tecnológico que o projecto representa, obrigo-me a pensar que Fernão de Magalhães, o próprio teria certamente embarcações de qualidade para garantir o sucesso das suas expedições.

Esta ideia "absurda" surgiu-me ao pensar na qualidade das mesas, das salas de aula, de salas de estudo e de apoio ao aluno nas escolas, da segurança no trajecto que os nossos alunos têm.

Olhe que não! Olhe que não! Dirão aqueles que viram na tv os famosos portáteizinhos serem generosamente distribuídos em escolas bonitas, salas coloridas e bem equipadas. Nem todas! Há tectos bolorentos, mesas partidas, salas frias, geladas, insuportáveis nos dias frios de inverno, wc's deploráveis, escolas sem ginásios, alunos sem manuais. Mas pronto, pensei nisto por pensar. Ocorreu-me que estas necessidas básicas deveriam ser satisfeitas antes de chegarmos a outras chamadas Magalhães.

Pois é, a tv também permite colorir e limitar a realidade.

A sério, pensei só por pensar, é que a pirâmide invertida parece-me tão desequilibrada!!!

 



publicado por L&J às 21:21
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De Crocodila Maria a 16 de Outubro de 2008 às 11:04
Concordo que tenha de se chamar a atenção das inúmeras faltas graves que se vivem nas escolas. Mais, concordo que não devia ser preciso chamar a atenção de coisas tão básicas como a segurança e a higiene.

No entanto, não há sociedade que evolua de forma homogénea, ou seja, em que se passe ao passo seguinte apenas quando estiver tudo resolvido no anterior.

Nesta linha de raciocínio, temos de ser críticos em relação ao que falta, sem deixar de acarinhar medidas "de ir para a frente"

Teresa Alves


PS - É bom ter o "Pé li pé lá" de volta!


Comentar post

Obrigado pela visita!
LINKS
pesquisar
 
arquivos
tags

todas as tags

Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
16
17
18

19
20
21
22
24
25

26
27
28
29
30
31


subscrever feeds